Sunday, June 24, 2018

1ª FEIRA DE TROCAS E CONEXÕES


  
ARCO 8 | 30 DE JUNHO 
PRIMEIRA FEIRA DE TROCAS E CONEXÕES


    Há algum tempo que um grupo de jardineiros curiosos organiza esporadicamente encontros informais em quintais particulares um pouco por toda a ilha de São Miguel, a sede de conhecimento e partilha são desde sempre o móbil que acompanha o salutar convívio social, efetivando-se desde o início com oficinas, almoço partilhado e troca de plantas, plantios, produtos e serviços.
Entendem agora os “jardineiros curiosos” que é tempo de alargar esta enriquecedora experiencia a um maior número de pessoas,
a Arco 8 pela sua relevância cultural, trabalho social e ativismo surge como o parceiro natural nesta primeira experiencia aberta ao público em ambiente urbano. 
Este tipo de feiras e redes de trocas existem um pouco por todo o mundo e têm por base os princípios da economia solidaria: 
“Substituir o lucro, a acumulação e a competição pela solidariedade e pela cooperação, valorizar o trabalho, o saber e a criatividade das pessoas, não o dinheiro e a sua propriedade;
buscar uma ligação de respeito entre o ser humano e a natureza.”
Nesta feira de trocas e conexões todos podem participar e a ação de cada individuo e essencial para o coletivo.

Como vai funcionar esta primeira feira:
A partir das 13h do dia 30 de Junho as pessoas interessadas devem trazer bens para trocar, por exemplo: 
Livros, roupa, móveis, plantas, saberes, sementes, artesanato etc.
Todas as crianças são bem-vindas com brinquedos para trocar!

Ao chegar cada participante dever-se-á instalar numa mesa (própria) ou no chão, de seguida deve começar a interagir com os demais participantes por forma a dar um valor real ou simbólico ao produto ou serviço e daí efetivar as trocas.
Neste processo é importante lembrar da importância do desapego em si para não pensar apenas no preço.
E além de trocar também vale doar.

Nesta primeira feira será importante o contributo de todos com propostas para a otimização das feiras seguintes.



PROGRAMAÇÃO | APRESENTAÇÕES E ATELIERS

13H-15H 
- Novas Rotas, Projecto de Escola
- Atelier: Construção em Barro
- Construção Sustentável "Pequena Grande Casa"
- Tratamento das Águas Residuais com Processos Naturais
- Clínicas de Jardinagem
- Permacultura "Soil and Sea"
- Conversa Aberta sobre a Menstruação

15H-17H
- Apicultura, O Funcionamento de uma Colmeia e Plantas Importantes para as Abelhas
- Plantas Tropicais Adaptadas nos Açores
- Atelier: Comida Vegetariana, Granola e Hamburger
- Ecoterapia
- Variedades Locais e A Cultura do Abacate
- Green HDES, Horta no Hospital
- Agricultura Sustentável nos Açores

17H-19H
- Experiências de Voluntariado
- Atelier: Janela Criativa, Expressão como Ferramenta de Autoconhecimeto
- A Arte do Bonsai
- Comércio Justo
- Sociocracia
- Redes de Trocas
- Banco de Tempo e Moeda Virtual

ANIMAÇÃO E ACTIVIDADES A DECORRER
Danças Circulares, Yoga, Capoeira, Actividades para as Crianças e Música


Contamos já com diversas colaborações! Será um dia para discutirmos alternativas, aprofundarmos ligações e nos conectarmos.

Há Feira ao Sábado ;)

Tuesday, June 19, 2018

ECOVISIONÁRIOS E SONOSFERA



VVVVVVVVVVVVVVVVVV
WWWWWWWWWWWW

Vítor Rua - A Sonosfera em Arco 8




Sábado 23 Junho Arco 8
23H.- Vítor Rua - A Sonosfera em Arco 8
Uma improvisação apresentada sob a estrutura de Suite electrónica onde todos os eventos são independentes dos eventos que os precedem.
00H30. - Le service d'animation presente Banana Preta & José Haricot
02H00. - Dj Chien / Batukada Digital Expanded Version
Entrada 7€

Conferência - "Ecovisionários & Sonosfera"



A Galeria Arco 8 tem a honra receber no próximo dia 22 de Junho duas conferências ministradas pelos artistas Vitor Rua e Ilda Teresa Castro 

                                                           ----------//-----------

Hasta La Vista Baby (Vítor Rua) 
“A manipulação subliminal da música de cinema e o diluimento de fronteiras no território do gosto”

sinopse
Na atualidade, é através da publicidade, das séries televisivas, dos cartoons e dos filmes, que grande parte das pessoas escuta um certo tipo de sons musicalmente organizados que não ouviria noutras circunstâncias. Este texto aborda a manipulação subliminal desenvolvida em alguns géneros cinematográficos e audiovisuais, bem como a importância da sonoplastia no cinema e na publicidade.

                                                               ----------//-----------

Ecovisões em cenário worldwidewebiano (Ilda T. Castro)
sinopse

A ligação entre os vários reinos do mundo natural em que vivemos e somos parte. 
A sombra de uma catástrofe antropocénica e a conexão entre as coisas do mundo e da Natureza. 
A World Wide Web + Internet, com as suas redes globais de ligação entre espaços, sujeitos e conteúdos.
ecofilmes:
Hope Esperanza, 2018, 13 min
Ecocídio, 2017, 8 min


A partir das 22:30
Entrada Livre 


Evento com o apoio do  Governo dos Açores, Secretaria Regional da Educação e Cultura, Direção Regional da Cultura.

Curtas à Quarta #8


Exibição dos documentários:

IGOBI KEKE
de Franciscco Rosas e Ricardo Dias
Documentário, 2016, 13 minutos

Baseado numa história verdadeira escrita e re-imaginada por crianças apoiadas pelo projecto de voluntariado From Kibera With Love.

+

AVÔ CROCODILO
de Franciscco Rosas e Ricardo Dias
Documentário, 2016, 50 minutos

Quatro testemunhos pessoais sobre violação de direitos humanos filmados nos meses anteriores ao Massacre de Santa Cruz. Avô Crocodilo é um documentário sobre o poder das imagens, 25 anos após os trágicos acontecimentos em Timor-Leste. Parte do trabalho do jornalista, que conseguiu voltar a colocar aquele território na ordem do dia, é revisitada cinematograficamente. Histórias de sangue que deram forma ao sonho de um país, hoje em paz.

Entrada Livre

Thursday, June 14, 2018

TAPE


Condição Onírica



“Condição Onírica” é uma performance alusiva ao sonho. 
45 Minutos de diálogo nocturno, entre música e dança, tendo como princípio a improvisação em conexão extrema com a nossa parte inconsciente.

A música construirá as fases do sonho. Sons não convencionais vão evocar o que está desligado da realidade mecânica do ser humano e, no seu processo criativo, embarcarão numa viagem sem fronteiras. A dança é “corpo”, somos nós, todo o nosso Ser - o consciente e o inconsciente, a realidade e a fantasia, os sentimentos, a perfeição. 

São estes estímulos e alicerces a base de construção desta performance, que farão artistas e público entrar numa profunda “Condição Onírica”.


Biagio Vedonlin – bateria e objetos
Luis Senra – saxofone
Gianna de Toni – guitarra preparada
Milagres Paz – dança
Paulo Andrade – dança
Patrícia Silva – dança