Tuesday, April 02, 2019

Sara Cruz + Phillip Rub


SARA CRUZ nasceu e cresceu – e ainda vive – no meio do oceano Atlântico. Açoreana de gema, esta cantautora portuguesa pode ser jovem (23) mas toca e canta como se já o fizesse há décadas. E na verdade, até o faz. Sara começou a tocar guitarra quando tinha perto de 8 anos, mas uns anos antes já tinha agarrado nas baquetas e começado a tocar numa pequena bateria “brinquedo” como se soubesse exatamente o que fazer. Talento cru, puro e natural. Começou a cantar de forma muito espontânea, mas ainda demorou um ou dois anos a conseguir ultrapassar a timidez. Tinha 13 anos quando tocou ao vivo pela primeira vez, e 16 quando começou a levar a música a sério. Sara já atuou em alguns dos mais conceituados palcos açoreanos, desde teatros a festivais de verão, onde abriu para nomes como Simone de Oliveira, Xutos & Pontapés, Diogo Piçarra e Amor Electro; passou também por Portugal continental (Lisboa, Porto, Leiria) e até Londres. Em 2015, a jovem cantautora lançou algumas canções e em 2018 gravou o seu mais recente trabalho - o EP “Above Our Heads”. O primeiro single, com o nome que entitula o EP, saiu em Junho, juntamente com o videoclip. Seguiu-se a “Constant Healing” e depois “I Heard You’re Sleeping Alone”. As restantes canções do EP (e respetivos videoclips) serão lançadas até ao final do verão.

PHILLIP RUB é um californiano de New Jersey, com raízes judaicas, e uma outra genealogia que o faz açoriano de terceira geração e falador de português. É duas biografias num só ser. É história inventada dentro da estória. É texto abraçado por guitarras rendilhadas que devem contas a música anglicista que, por si só, já deve contas ao resto do mundo. Vai de Cohen a Scott-Heron, de Nick Drake a Callahan, e não dispensa uma ocasional deambulação pelas 6 cordas. É uma invenção de Pedro Lucas - guitarrista, compositor e produtor responsável pelos projectos Medeiros/Lucas e O Experimentar Na M'Incomoda -, que aqui põe o americano a assinar composições que são da sua própria responsabilidade.

Entrada 5€